O Festival Tropixel aconteceu em Ubatuba a partir de uma rede de colaboradores que se
juntaram a partir de possibilidades colaborativas em torno das fronteiras entre arte, ciência,
tecnologia e sociedade.

O Labmovel se juntou a essa rede de ações viabilizando um conjunto de atividades práticas
e encontros:

Oficina de protótipos: práticas com formas simples de uso espacial, envolvendo
experiências com aviões de papel, pipas especiais, balões de hélio com sacos tipo mylar,
foguetes à pólvora + enxofre, coca cola + menthos, etc. Preparação de câmeras e sensores
de captação aérea.

Debate e encontro de trabalho aberto

com: Fabi Borges, Gisela Domschke, Lucas Bambozzi, Felipe Fonseca, Marcus Bastos
Temas em pauta e discutidos: o sentido dos coletivos espaciais, experiências DIY, efeitos
colaterais das tecnologias espaciais, vigilância aeroespacial, produção de lixo tecnológico,
mapeamento aéreo DIY, contextos eufóricos (discernimento e oportunidade), poética
do espaço (novas fabulações); política e espaço aéreo; produção de imaginário ufólogo;
teorias da conspiração; literatura e filmografia espacial comentada.