IMG_0033

As atividades do segundo dia do Labmovel começaram escutando o público espontâneo que estava no parque Pinheirinho D’água. Pessoas que usam o espaço normalmente para fazer caminhadas ou atividades que acontecem ali, como Tai Chi Chuan e dança circular. Numa roda de conversa, as pessoas falaram sobre coisas que sabem fazer e coisas que gostariam de aprender. Estabeleceram-se conexões colaborativas entre eles. Em torno da planta do futuro CEU, o grupo realizou um exercício cartográfico do território, reconhecendo lugares, caminhos e acessos (e falta de) ao parque Pinheirinho D’água, e sua relação com o futuro CEU.

IMG_0054IMG_0102
O segundo grupo que participou das atividades foram jovens de 16 a 30 anos que fazem parte de dois coletivos: A Rua Fala e Casarão Arte Livre. Na roda de apresentações o nível de articulação e consciência dos participantes foi surpreendente. Em torno da maquete fotográfica, o grupo fez um reconhecimento cartográfico do território, apontando pontos de hip-hop, reggae, funk, samba, punk e skate. Em seguida, foi apresentada a eles a planta do futuro CEU, que terá uma gestão conjunta da Educação e da Cultura. Fechamos a oficina com música e MC’s em uma sessão de improvisos entre vários estilos.