Na parte da manhã encontramos com crianças 5 anos da EMEI Maria Vitória da Cunha. Para evitar que um repetisse a resposta do outro, os educadores criaram uma dinâmica em que eles revelavam as brincadeiras que mais gostavam em segredo. Uma das brincadeiras foi sorteada e em seguida todos brincaram de esconde-esconde.

12968185_585136291637447_3888918334866300649_o
Fechando a mão como um binóculo, se aproximaram da maquete e mostraram lugares que reconheciam: “aqui fica o trilho do trem”, “redondo redondo” repetiu uma menina que encontrou as caixas d’agua. Depois, localizaram a escola e a praça onde estávamos. Sugerimos que montassem uma cidade em cima do mapa usando alguns pedaços de madeira e peças de plástico. O que tem na cidade? o educador perguntou. Prédios!, responderam. E seguiram colocando pequenos caminhões de plástico em cima das ruas, uma tampinha de garrafa pet virou uma caixa d’água, um triângulo de madeira o telhado de uma casa. “Minha mãe me ensina a fazer cidades boas, olha: tem telhado, prédio, montanha em cima de um rio, piscina e um cano para construir o tubo d’água”

12973612_585136448304098_5900968610729200628_o

A última oficina foi com adultos. Escolhemos uma outra pracinha, em frente ao IML. Apesar de ter muitas árvores frutíferas e um ponto de taxi desativado, a população não se apropria do lugar que se encontra abandonado.

13055911_586485658169177_7345247953536152865_o
Esse grupo trouxe muitas histórias do passado, ressaltando que o bairro já melhorou muito, mas ainda tem muito mais para ser feito. “Antes não tinha nem padaria”, um senhor comentou. “Nós tínhamos que ir no Jardim Marília comprar pão, hoje temos padarias aqui”. Mostrando fotos antigas da Cohab 1, Zézinho disse que “Quem veio pra cá no inicio, já foi embora porque ninguém acreditava nisso aqui. Aqui era chácara”.
Depois de responderem três coisas que sabem fazer e as três coisas que gostariam de aprender, voltaram apara a AMMU (Associação dos mutuários e moradores da Cohab 1) onde o tradicional bingo de sexta feira estava prestes a começar.