OFICINAS JOGO E IDENTIDADE

4 Oficinas / 5 mulheres na periferia de São Paulo

Essa série privilegiou a atuação de artistas mulheres na condução dos encontros com a comunidade. Foram realizadas quatro oficinas oferecidas por cinco artistas para adolescentes de ambos os gêneros. Cada oficina teve a intenção de compartilhar experiências e conhecimento prático de maneira lúdica e, ao mesmo tempo, criar conexões sociais dentro das diversas comunidades visitadas pelo Labmovel.

Nessas ações, o desafio de explorar diferentes mídias foi baseado no processo de despertar a curiosidade como forma de empoderamento – um novo olhar da imagem através do uso de objetos do cotidiano como espelhos, jarras, porta-retratos: a revelação do mistério ótico pela construção de um projetor com caixas de papelão, lentes de aumento e celulares a descoberta do uso das tags na rede através da busca de palavras resultando em uma diversidade de imagens e interpretações: e a escuta criativa em um parque público, onde os participantes redescobriram seu entorno através da audição atenta.

Oficina #3: Identidados no CEU Formosa

Oficina Identidados de Denise Agassi mostra a vastidão da internet utilizando uma plataforma de busca em banco de imagens.

Labmovel 2013 27

A Terceira oficina da série do mês de Junho levou o Labmovel para o CEU Formosa. Este CEU possui muitas atividades culturais de dança, teatro, música e inclusive um sarau, que segundo Ernestino, coordenador do núcleo de cultura, “é muito bem freqüentado pela vizinhança”. Mas, a oficina com a artista Denise Agassi, chamada Identidados, traz uma outra percepção sobre o uso da internet para esta esfera cultural.

O trabalho de Denise faz uma compilação das imagens que já estão online. Ela criou um banco de dados chamado mediamagia,  em que o participante digita algumas palavras, e o banco de dados organiza um slide show com imagens, resultado da busca em bancos de imagem online como flicker, por exemplo.

Quando a artista Denise Agassi perguntou para a platéia de adolescentes, ao redor de 13 anos, quem tinha Facebook, um mar de mãos se ergueram e nomes de outras redes como youtube e orkut foram gritadas também. Todos tinham acesso a internet, mas uma questão importante de ser colocada é: será que todos sabem como localizar a informação que procuram na internet?

Este grupo não sabia o que era um “tag”, mas estavam acostumados a “marcar” amigos em fotos no facebook. Portanto, esta vivência, ainda em fase de experimentação para a artista (esta foi a primeira vez que o site foi usado pelo público), foi um tanto investigativa.

Labmovel 2013 40

Primeiro os participantes receberam uma ficha para preencherem o nome e o título que queriam dar para o trabalho e uma lista com sugestões de temas. Eles se mostraram um pouco confusos quanto a diferença entre o título e o tema, mas depois de esclarecidos todos começaram a escrever uma lista de palavras que variavam entre: animais, sonhos, sentimentos, futebol e música.

Labmovel 2013 31

O fato da busca não trazer o que geralmente se espera, já se mostrou como um dado interessante para todos, mostrando esta vastidão da internet. Uma única palavra pode ter muitas interpretações, fato já esperado pela artista que mostrou que esta plataforma pode mostrar resultados de diferentes maneiras, mostrando a repetição de imagens sobre um mesmo tema, mas uma certa variedade de imagens também.

Denise explicou que o significado de uma palavra na internet é diferente do significado de uma palavra em um dicionário. Segundo ela, no dicionário encontramos uma definição e na internet encontramos possibilidades.

Labmovel 2013 43

Labmovel 2013 44

Neste dia os vidros externos do Labmovel se transformaram em telas e a imagem escolhida por um participante dentro do carro foi projetada no exterior. Depois de horas de vivência com um público muito interessado em ser “marcado” no facebook, o Labmovel, mais uma vez guardou seus aparatos se preparando para a próxima parada.

Imagens por Lucas Gervilla.

Oficina #3: Identidados por Denise Agassi

Identidados: Investigação poética sobre o que somos na rede ou sobre o que a rede nos diz que somos

por Denise Agassi

Labmovel 2013 44

Identidados consite na experimentação prática e poética da plataforma de criação de net arte* relacionando com palavras-chave sobre identidade. Neste sistema online, o participante será orientado a elaborar um conjunto de tags que buscam arquivos  (imagem, áudio e/ou texto) nos bancos de dados online (Google image, Youtube, Freesound e Blogspot). Estes arquivos revelam camadas de informações que relacionam-se com a nossa existência na rede.

A plataforma permite a recombinação dos fragmentos de informações, através de uma programação que automatiza a montagem de novas sequencias em tempo real, gerando um vídeo de banco de dados. Os trabalhos desenvolvidos ficaram disponíveis no site da artista, podendo ser acessados posteriormente, exibindo resultados diferentes, pois são atualizados constantemente, conforme o fluxo da rede e a velocidade da conexão.

O objetivo é proporcionar um diálogo entre o usuário e a rede, apresentado as possibilidades e potencialidades daquilo que imaginamos ou esperamos ser. Antigamente, a interação online estava por trás de um avatar ou nickname. Mas atualmente, em épocas de redes sociais, blogs e banco de dados, a rede nos estimula a revelar nosso lado mais intimo e pessoal.  Porém, ao mesmo tempo, nos revela identidades múltiplas e subjetividades em fluxo.

* Está plataforma está sendo desenvolvida com o incentivo do Proac de Artes Visuais, e atualmente, encontra-se em fase de testes. Direção e concepção: Denise Agassi. Programação: Mateus Knelsen.

InstalAção

O participante será orientado a preencher um questionário online que estimula a reflexão e busca sobre a própria identidade na rede. O resultado será projetado em uma superfície reflexiva que permite, tanto a exibição das imagens, como também, o reflexo do participante, criando uma fusão entre as duas imagens. O projeto detalhado será definido após vista técnica.

Será necessário a impressão do formulário para proporcionar um tempo adequado para o processo de escolhas do participante e evitar filas no local.

O trabalho ficará disponível no site http://www.midiamagia.net

Resumo do projeto

O workshop Identidados, orientado por Denise Agassi, consiste na experimentação prática e poética da internet, utilizando arquivos online localizados a partir de palavras-chave relacionadas à identidade. Neste workshop, o participante será orientado a preencher um formulário sobre a sua própria identidade na rede. A partir deste formulário, um sistema busca arquivos (imagem, áudio e/ou texto) nos bancos de dados online (Google image, Youtube, Freesound e Blogspot) gerando um vídeo em tempo real. As diferentes camadas de informações deste vídeo revelam questões relacionadas à nossa existência na rede, bem como, conteúdos que não são esperados e que nos supreendem. O resultado será projetado em uma superfície espelhada que permite, tanto a exibição dos arquivos, como também, o reflexo do participante, criando uma fusão entre as duas imagens.

Esta plataforma de net arte está sendo desenvolvida com o apoio do Governo de São Paulo, Secretaria da Cultura e Programa de Ação Cultural 2013

logo-proac

Novas oficinas do Labmovel

As atividades para este mês de Junho foram pensadas para um público jovem, e tem como tema a “identidade” e o “lúdico”. A programação do Labmovel envolverá 4 oficinas, uma a cada final de semana, espalhadas pela cidade de São Paulo, nos bairros de Paraisópolis, CEU Jaçanã, CEU Formosa, e parque ecológico do Tietê.

A primeira oficina (dia 8) com as artistas Lea van Steen e Raquel Kogan despertarão o olhar dos participantes do CEU Paraisópolis através de objetos do cotidiano em uma oficina de vídeo. Na segunda oficina (dia 16) a artista Paloma Oliveira proporá para os visitantes do CEU Jaçanã a construção de vídeo-projetores DIY com materiais baratos e equipamentos domésticos, que se encontram em desuso. Já a terceira oficina (dia 27), acontecerá no CEU Formosa e investigará de forma poética sobre o que somos na rede ou sobre o que a rede nos diz que somos, com o título de “Identidados” e mediado pela artista Denise Agassi. Para a última oficina (dia 30) a artista Vanessa de Michellis irá usar dados sonoros para propor discussão sobre as possibilidades e aplicações políticas, didáticas, ecológicas, artísticas e musicais da caminhada sonora e da escuta criativa.

oficina 1: Oficina de Vídeo

artista: Lea van Steen & Raquel Kogan
objetivo: Despertar o olhar dos participantes nas práticas áudio-visuais, através de objetos do cotidiano como panelas, espelhos, jarras, água, vidros, relógios, porta-retratos e etc.
data: 08 de Junho das 12 às 16 horas
local: CEU Paraisópolis – Rua Doutor José Augusto Souza e Silva, s/nº – Jardim Parque Morumbi – São Paulo/SP. Tel: (11) 3501-5660

oficina 2: Projetores portáteis DIY

artista: Paloma Oliveira
objetivo: Esta oficina propõe a construção de vídeo-projetores DIY com materiais baratos e equipamentos que se encontram em desuso em sua casa  e no seu bolso.
data: 16 de Junho
local: CEU Jaçanã

oficina 3: Identidados

artista: Denise Agassi
objetivo: Investigação poética sobre o que somos na rede ou sobre o que a rede nos diz que somos
data: 27 de Junho
local: CEU Formosa

oficina 4: Andante: Caminhada sonora e escuta criativa

artista: Vanessa de Michellis
objetivo: Através dos dados sonoros captados discutiremos possibilidades e aplicações políticas, didáticas, ecológicas, artísticas e musicais da caminhada sonora e da escuta criativa.
data: 30 de Junho
local: Parque Ecológico do Tietê